"Reza quem é de rezar, brinca aquele que é de brincadeira
Quem é de paz pode se aproximar (...)"

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

(2) GRIOT visita GRUPO GINGA DE CORPO Cabo Frio - Samba de roda "Santo Antônio eu quero água"

Samba de roda "Santo Antônio eu quero água" 
Principais aspectos abordados sobre Samba de Roda: ‘SAMBA DE RODA, HISTÓRIA, CANTIGAS TRADICIONAIS e TIPOS de SAMBA DE RODA’.
.Expressão essencialmente AFRO-BRASILEIRA, descendente direta dos batuques, destacando-se a beleza do samba de mulheres (sambadeiras), que se desenvolveu originariamente na Bahia, provavelmente no XIX, mais especificamente no recôncavo baiano (como por exemplo Santo Amaro, Candeias, Cipó), ligada ao culto dos Orixás e Caboclos nos terreiros de candomblé, umbanda, assim como à fé católica, em festas Juninas e da Boa Morte, e em praça após rodas de capoeira. Destacamos nesta oficina a "Turma de Bimba", onde destacavam-se as célebres baianas do Candomblé como por exemplo Mãe Alice, Nita, entre as décadas de 50 e 60. Exemplo de sambadeiras mais tradicionais Dona Edith do Prato, Nicinha Raizes De Santo Amaro, e numa "pegada" mais contemporânea, versão palco, destacamos Mariene de Castro.
Destacamos p elemento coreográfico fundamental que é a UMBIGADA.
TIPO de SAMBA DE RODA abordado na oficina SAMBA CORRIDO. Abordagem teórica sobre o Samba Chula.
Reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Brasileiro em 2004, e pela UNESCO como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade em 2005.


domingo, 20 de dezembro de 2015

Vivências GRIOT - Jongo e Samba de Roda visita o GRUPO GINGA DE CORPO - ...

Principais aspectos abordados sobre Samba de Roda: ‘SAMBA DE RODA, HISTÓRIA, CANTIGAS TRADICIONAIS e TIPOS de SAMBA DE RODA’.
.Expressão essencialmente AFRO-BRASILEIRA, descendente direta dos batuques, destacando-se a beleza do samba de mulheres (sambadeiras), que se desenvolveu originariamente na Bahia, provavelmente no XIX, mais especificamente no recôncavo baiano (como por exemplo Santo Amaro, Candeias, Cipó), ligada ao culto dos Orixás e Caboclos nos terreiros de candomblé e umbanda, assim como à fé católica, em festas Juninas e da Boa Morte. em praça após rodas de capoeira. Destacamos nesta oficina a "Turma de Bimba", onde destacavam-se as célebres baianas do Candomblé como por exemplo Mãe Alice, Nita, entre as décadas de 50 e 60. Exemplo de sambadeiras mais tradicionais Dona Edith do Prato, Nicinha Raizes De Santo Amaro, e numa "pegada" mais contemporânea, versão palco, destacamos Mariene de Castro.
Destacamos p elemento coreográfico fundamental que é a UMBIGADA.
TIPO de SAMBA DE RODA abordado na oficina SAMBA CORRIDO. Abordagem teórica sobre o Samba Chula.
Reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Brasileiro em 2004, e pela UNESCO como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade em 2005.



Professores de Cabo Frio, fazem protesto criativo contra atrasos nos ven...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

"CIRCULADÔ GRIOT" andanças periféricas visita GRUPO GINGA DE CORPO de capoeira e realiza oficina de Jongo e Samba de Roda


Vivências GRIOT - Oficina de Jongo e Samba de Roda visita o GRUPO GINGA DE CORPO - Contra mestre Carvoeiro. Protagonismo do preto, pq representatividade importa!


Principais aspectos abordados sobre Samba de Roda: ‘SAMBA DE RODA, HISTÓRIA, CANTIGAS TRADICIONAIS e TIPOS de SAMBA DE RODA’.
.Expressão essencialmente AFRO-BRASILEIRA, descendente direta dos batuques, destacando-se a beleza do samba de mulheres (sambadeiras), que se desenvolveu originariamente na Bahia, provavelmente no XIX, mais especificamente no recôncavo baiano (como por exemplo Santo Amaro, Candeias, Cipó), ligada ao culto dos Orixás e Caboclos nos terreiros de candomblé e umbanda, assim como à fé católica, em festas Juninas e da Boa Morte. em praça após rodas de capoeira. Destacamos nesta oficina a "Turma de Bimba", onde destacavam-se as célebres baianas do Candomblé como por exemplo Mãe Alice, Nita, entre as décadas de 50 e 60. Exemplo de sambadeiras mais tradicionais Dona Edith do Prato, Nicinha Raizes De Santo Amaro, e numa "pegada" mais contemporânea, versão palco, destacamos Mariene de Castro.
Destacamos p elemento coreográfico fundamental que é a UMBIGADA.
TIPO de SAMBA DE RODA abordado na oficina SAMBA CORRIDO. Abordagem teórica sobre o Samba Chula. 
Reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Brasileiro em 2004, e pela UNESCO como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade em 2005.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

OFICINA DE PASSINHO! Abrindo as ações do GRIOT no mês da CONSCIÊNCIA NEGRA.


Pr@s moleque de mola!
Estudos de extensão em dança periférica de matriz africana. Cabo Frio (RJ). Abrindo as ações do GRIOT no mês da CONSCIÊNCIA NEGRA.
Aplicando a Lei 10.639/03
Público alvo: alun@s da E. M. Prof.ª Catharina da Silveira Cordeiro
Realização:
Prof.ª Marcia Fonseca
GRIOT Construindo saberes
E. M. Prof.ª Catharina da Silveira Cordeiro
Arte: Fulô

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Serra do Caxambu - Trailer oficial - Festival de Cinema do Rio 2015

Narrativa sobre o jongo (caxambu), dança e música de matriz africana, considerado “pai” do samba, através do olhar dos descendentes de negros escravizados. O documentário mostra o encontro dos jongueiros de São José da Serra, remanescentes do quilombo mais antigo do estado do Rio de Janeiro, com o grupo Jongo da Serrinha.​




domingo, 4 de outubro de 2015

"CIRCULADÔ" GRIOT no Passinho com Lindomar

"CIRCULADÔ" Estudos em cultura de periferia GRIOT
Passinho com Lindomar, um dos talentos da periferia de Cabo Frio. Vídeo filmado durante aula da Prof.ª Marcia Fonseca (Educação Física), disciplina dança, na E. M. Prof.ª Catharina da Silveira Cordeiro, periferia de Cabo Frio (RJ).

"CIRCULADÔ periférico" estudos em cultura de periferia GRIOT - lançamento do curta metragem “Depois da ponte” MAIS CULTURA nas escolas



Evento de lançamento do curta metragem “Depois da ponte”, em 25 de março de 2015, Teatro Municipal de Cabo Frio (RJ), Projeto MAIS CULTURA nas escolas.
"CIRCULADÔ" estudos em cultura de periferia com foco em matriz africana (Lei 10.639/03), GRIOT construindo saberes - Projeto pedagógico, profª Marcia Fonseca (Educação Física), alunos de diversos níveis escolares (1° ao 5º do fundamental) das disciplinas dança e ritmos percussivos, E. M. Profª Catharina da Silveira Cordeiro.
Evento de lançamento do curta metragem “Depois da ponte”, em 25 de março de 2015 
Teatro Municipal de Cabo Frio (RJ), Projeto MAIS CULTURA nas escolas. 
AGRADECIMENTOS MAIS QUE ESPECIAIS: À direção da escola, aos alunos que maravilhosos que temos, por "toparem" fazer mais esse trabalho, ao Coletivo GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, aos envolvidos na produção do curta metragem "DEPOIS DA PONTE".
Imagens:
E. M. Profª Catharina da Silveira Cordeiro

domingo, 20 de setembro de 2015

Caboclada GRIOT presente na 9ª Primavera dos Museus - "Museus e Memórias Indígenas"

Na próxima segunda-feira, começa a ‪#‎PrimaveraMuseus2015‬, organizada peloInstituto Brasileiro de Museus - Ibram! São mais de 800 instituições participantes e 2413 atividades na programação! Dá um confere: 

Caboclada GRIOT presente em apresentação no Mart' Ibram (chamado “antigo Convento”), 9ª Primavera dos Museus - "Museus e Memórias Indígenas", dia 25 de setembro de 2015 às 15h, Centro de Cabo Frio Rio de Janeiro. Tod@s convid@s Emoticon wink
Emoticon

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Diálogos sobre resistência cultural com Fábio Emece e Marciah Fonseca (Coletivo GRIOT)

Resistir é preciso "pero que" sem perder a ternura... rs 


Palestras com Fábio Emece e Marciah Fonseca (Coletivo GRIOT) e Paty caldara.

-- Feira de Troca de Livros --
SHOWS: JC SANTT (Manaus) | Aika (São Gonçalo) | DJ Alex Medeiros

BATALHA: BATE E VOLTA DE TEMA. APOIO E PREMIAÇÃO : FUEL EYERWEAR
DJ RESIDENTE: MDH dos BeatZ


4 de Agosto. NA PRAÇA DA BANDEIRA - Passagem, Cabo Frio.

Início: 17h00min



--------------------------------------



NESSA EDIÇÃO COMEÇAM AS GRAVINAS DO PROGRAMA DA RODA!!
COMPAREÇAM !!!

segunda-feira, 27 de julho de 2015

TODA 3ª feira tem! ENCRESPANDO caiçara! Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar.

Foto: Raphael Fonseca
ENCRESPANDO caiçara! Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar. 
(ATENÇÃO: a noite a entrada é pela rua de trás rua Major Belegard, 268. Casa Carlos Scliar - tocar o sino)

Desde 2008 o GRIOT – pesquisa, difusão memória em tradições afro-brasileiras, realiza uma séria de ações no campo da diversidade étnica e patrimônio imaterial nacional, com ênfase nas heranças de matriz africana.

Os participantes serão convidados a vivenciar, estudar expressões e elementos da cultura popular, urbana, rural, contemporânea, tradicional, aspectos históricos, sociais e econômicos, contação de história, Jongo, Ciranda, Coco, Maracatu, dança afro contemporânea, de orixás, afoxés, gestos, canto, percussão, black music, culinária, exibição de filmes, literatura, entre outras expressões de acordo com o tema.



Os encontros são às terças-feiras das 18h às 21h. 
Local: Casa Carlos Scliar, rua Marechal Floriano, 253 - Canal Boulevard - Orla Scliar. Cabo Frio.

Público alvo a partir de 13 anos.

Inscrição: R$20,00 (1º encontro)
Investimento mensal: R$ 50,00
(cada curso// descontos para alunos da rede pública de ensino de 50%)
PROMOÇÃO: 2 cursos = R$80,00


FICHA TÉCNICA
GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras
Márcia Fonseca (CREF 5778-G/RJ) - 
Direção/responsável técnica
. Extensão em Estudos Africanos e da Diáspora – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC – Centro de
Educação à Distância), 2013.
. Graduação em Licenciatura em Educação Física – UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro),
1996.
. Idealizadora, pesquisadora e brincante do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras,
2007.
. Professora de Educação Física na E. M. Professora Catharina da Silveira Cordeiro (Monte Alegre, Cabo Frio),
efetiva da rede, atuando nas disciplinas dança e ritmos percussivos (projeto pedagógico com foco na lei
10639/3), desde 2008.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2007.
. Brincante GRIOT
Andreia Fernandes - Coordenação/produção
. Responsável pelo implementação da lei 10.639/03 na na diretoria de promoção de políticas públicas de
igualdade racial do município de São Pedro da Aldeia (RJ), 2014.
. Formada pela Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), 2006.
. Professora e pesquisadora da área de História.
. Coordenadora das Atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, desde
2009.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2008.
. Brincante do GRIOT.
Wanderson Paes Zambi Senzala
. Professor de capoeira do Grupo Cultural Senzala desde 2007, com núcleo também em São Pedro da Aldeia
(RJ).
. Aluno do contra mestre Tattoo, mestre Feijão.
. Praticante desde 2002.
Contatos:
Blog do GRIOT: http://coletivogriot.blogspot.com.br/
Página FACEBOOK
Email: griot_culturapopular@hotmail.com
Telefone: (22) 99953.1204/(22) 99602.1059/(22) 99226.0365/(22) 99223.7499

Arte: Marciah Fulô/ Tema "Nega Ação"

GRIOT em III "INTERFERÊNCIA AFRO urbana" Edição especial "Viva a mulher preta latino-americana e caribenha"

Por mas difícil que seja é sempre bom agradecer as realizações, encontros e apoio de quem acredita na proposta! Mais uma INTERFERÊNCIA AFRO urbana do GRIOT! 
Beijos da Isabel princesa 

ENCRESPANDO com o GRIOT!
Comemorando também o Dia estadual do Jongo (26/07) e o aniversário de Fábio Emecê!!! 
Sf. 1. Ação ou efeito de interferir com um objeto cultural previamente existente em espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico de matriz africana.
Convidamos a povaria a participar do evento de culminância dos estudos e vivências em capoeira e danças/expressões afro-brasileiras propostas pelo GRIOT, realizadas na Casa Carlos Scliar TODAS 3ª feiras a noite ;)
Dia 25 de julho, sábado, traga sua saia iaiá, seu borogodó ioiô! Venha e traga seu asé!
 Roda de Jongo, Coco de umbigada, Ciranda praieira, samba de roda entre outros parangolés com o GRIOT!

Participação especial: Vania Petra (atriz) recitando o poema "A paz" de Marcelino Freire.

. Capoeiragem 
(roda grupo cultural Senzala - Cabo Frio Wanderson Paes Zambi Senzala e amigos)


 . Banda Mola mestre participação especial Fábio Emecê . 


Na Rua Marechal Floriano, 253 - Orla Scliar (canal), Centro. Cabo Frio, EM FRENTE a OFICINA SCLIAR ARTE e CAFÉ. Horário de 18 às 00h.

Realização:
GRIOT
Parceria:
Grupo cultural Senzala de Capoeira
(profº Wanderson Paes Zambi Senzala)
Casa Carlos Scliar

Arte:
Marciah Fonseca Fulô

Foto Raphael Fonseca (maio/2015)

Fotos:
GRIOT

Viste nossa fã page:
https://www.facebook.com/pages/GRIOT-Pesquisa-difus%C3%A3o-mem%C3%B3ria-e-tradi%C3%A7%C3%A3o-em-cultura-popular-brasileira/184039124977735?ref=hl

Orgulho Crespo: O que meu cabelo fez pra ser chamado de ruim?

Por Jornalistas Livres com fotos de Mídia NINJA

sexta-feira, 24 de julho de 2015

III "INTERFERÊNCIA AFRO urbana" Edição especial "Viva a mulher preta latino-americana e caribenha"

TODOS convidados a ENCRESPAR com o GRIOT!
Comemorando também o Dia estadual do Jongo (23/07) e o aniversário de Fábio Emecê!!! 
Sf. 1. Ação ou efeito de interferir com um objeto cultural previamente existente em espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico de matriz africana.
Convidamos a povaria a participar do evento de culminância dos estudos e vivências em capoeira e danças/expressões afro-brasileiras propostas pelo GRIOT, realizadas na Casa Carlos Scliar TODAS 3ª feiras a noite ;)
Dia 25 de julho, sábado, traga sua saia iaiá, seu borogodó ioiô! Venha e traga seu asé!

Participação especial:
Vania Petra (atriz) recitando o poema "A paz" de Marcelino Freire.
Encrespando com:
. Capoeiragem (roda grupo cultural Senzala - Cabo Frio Wanderson Paes Zambi Senzala e amigos)
. Roda de Jongo, Coco de umbigada, Ciranda praieira, samba de roda entre outros parangolés com o GRIOT!
. Banda Mola mestre participação especial Fábio Emecê . 
. VOCÊ !
Na Rua Marechal Floriano, 253 - Orla Scliar (canal), Centro. Cabo Frio, EM FRENTE a OFICINA SCLIAR ARTE e CAFÉ. Horário de 18 às 00h.


Realização:
GRIOT

Parceria:
Grupo cultural Senzala de Capoeira
(profº Wanderson Paes Zambi Senzala)
Casa Carlos Scliar

Arte:
Foto:
Roda GRIOT maio/2015
Raphael Fonseca

AULÃO DE FÉRIAS de cultura afro-brasileira em Cabo Frio






Vivência aberta ao público, experimental das atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memórias em tradições afro-brasileiras.
. Capoeira (profº Wanderson Paes Zambi Senzala) - 18 às 19h30min (parceria com o grupo cultural Senzala de capoeira)
. Danças afro-brasileiras (Jongo, Coco de umbigada, Ciranda Praieira, Maracatu, Sambas, contemporâneo, etc.) - 19h30min às 21h - Profª Marcia Fonseca
(entrada pela rua de trás rua Major Belegard, 268. Casa Carlos Scliar - tocar o sino).
Realizada em 21 de julho de 2015, 3ª feira. Foi maravilhoso, obrigada a presença de todos! 

Fotos:
Fabio Emecê

Edições:
Marciah Fulô

Realização:
GRIOT

Parceria:
Casa Carlos Scliar
Grupo cultrla Senzala de capoeira

sábado, 27 de junho de 2015

II "INTERFERÊNCIA AFRO urbana" Roda de cultura popular + BAILE BLACK, edição especial de 95 anos de Carlos Scliar.


Sf. 1. Ação ou efeito de interferir com um objeto cultural previamente existente em espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico de matriz africana.
Convidamos a povaria a participar do evento de culminância dos estudos e vivências realizadas na Casa Carlos Scliar no mês de aniversário do artista, nascido em 21 de junho de 1920. Vamos comemorar com muita alegria!!!
Dia 27 de junho de 2015, sábado, concentração às 18h: roda de jongo, ciranda praieira, coco de umbigada, samba de roda, capoeiragem, BAILE BLACK "Malungos" sistema de som charm, funk, soul, jazz, blues, reggae, ragga, samba, maracatu, samba rock entre outros parangolés (Fabio Emecê). GRÁTIS!!!

Sábado, 27 de junho às 18:00 - 00:45 Na Rua Marechal Floriano, 253 - Orla Scliar (canal), Cabo Frio, EM FRENTE a OFICINA SCLIAR ARTE e CAFÉ.
Realização:
GRIOT
Parceria:
Grupo cultural Senzala de Capoeira
(profº Zambi Senzala)
Casa Carlos Scliar

Foto:
Raphael Fonseca


domingo, 21 de junho de 2015

“Cultura ou cultura?”

Extraído de: http://www.cliquediario.com.br/en/jornal/opiniao/6296/Cultura-ou-cultura.htm
Publicado em 

Por Fabio Batista  (Emecê) 


Foto: Arquivo  pessoal
Foto: Arquivo pessoal
Quando estava no Ensino Médio, no meio das minhas curiosidades, pesquisava no livro de introdução a filosofia da Marilena Chauí, o conceito de cultura. Cultura, segundo ela, tem haver diretamente com as relações humanas. Como resolvemos e desenrolamos coisas referentes a nossa vivência.
Partindo desse pressuposto, todos nós fazemos cultura e fazemos parte da cultura, com nossas atividades, pensamentos e até mesmo omissões. E aí, com esse raciocínio, pensamos: O que é definidor para se decidir os rumos da cultura de uma sociedade?
A instituição pública tenta responder com um ministério, secretarias, coordenadorias, salas e programas, cujo o objetivo básico é fomentar a cultura. O direcionamento institucional é que fomentar cultura seria necessariamente o incentivo de expressões artísticas.
O direcionamento institucional é uma baliza que acaba sendo limitante diante do que é o conceito de cultura e acaba sendo incorporado naqueles que participam na gestão e aqueles que participam em algum espaço de discussão e decisão qualquer.
Entendendo a limitação discursiva dos envolvidos, o que acaba se tornando, por exemplo, um fórum de cultura? Um espaço básico onde artistas direcionam políticas públicas relativas a cultura ou pelo menos mostram um interesse para que determinadas diretrizes aconteçam.
Bom, diante dessa realidade, penso que dentro de microcosmo social, o número de artistas é pouco, e sendo pouco, a visão dessas pessoas acaba se pautando em uma parte do microcosmo que eles vivenciam em suas práticas. E essas pessoas são realmente capazes de pensar a cultura de uma sociedade?
Um grande amigo uma vez me disse que um dos grandes problemas dessas coisas, que por mais que as pessoas sejam capacitadas, por elas mesmas sempre falarem para elas mesmas, ocorre o vício linguístico, ou seja, temos sempre os mesmos caminhos, abrimos sempre a mesma porta e não se percebe que o caminho e a porta não é mais para seguir, por conta do vício, no caso, das mesmas ideias e dos mesmos comportamentos.
Então, garantir a participação ampla e irrestrita de todos que fazem cultura nos âmbitos de discussão daria soluções e práticas que talvez os artistas nunca antes pudessem pensar, por conta de uma limitação dentro do microcosmo. E penso que mais do que nunca, precisamos disso, sabe?
A instituição pública abriria mão do seu direcionamento secular? Os artistas abririam mão de seu poder decisório? Sei lá, mas pelo menos onde eu moro, continua mais do mesmo.
E na entrada do teatro, onde se discute essas coisas, um grupo de sem teto se protege do frio, bebem sua pinga e fazem artesanato com folha de coqueiro e palmeiras.
A quem nos reportamos?
*Fábio é professor do estado, rapper e ativista das causas  pela igualdade racial 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

ENCRESPANDO caiçara! Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar.

ATENÇÃO: a noite a entrada é pela rua de trás rua Major Belegard, 268. Casa Carlos Scliar - tocar o sino e seja bem vind@s!



Desde 2008 o GRIOT – pesquisa, difusão memória em tradições afro-brasileiras, realiza uma séria de ações no campo da diversidade étnica e patrimônio imaterial nacional, com ênfase nas heranças de matriz africana.

Os participantes serão convidados a vivenciar, estudar expressões e elementos da cultura popular, urbana, rural, contemporânea, tradicional, aspectos históricos, sociais e econômicos, contação de história, Jongo, Ciranda, Coco, Maracatu, dança afro contemporânea, de orixás, afoxés, gestos, canto, percussão, black music, culinária, exibição de filmes, literatura, entre outras expressões de acordo com o tema.

Os encontros são às terças-feiras das 18h às 21h (Início dia 17 de março de 2015, em andamento).
Local: Casa Carlos Scliar, rua Marechal Floriano, 253 - Canal Boulevard - Orla Scliar. Cabo Frio.
Público alvo a partir de 13 anos.

Inscrição: R$20,00 (1º encontro)
Investimento mensal: R$ 50,00
(cada curso// descontos para alunos da rede pública de ensino de 50%)
PROMOÇÃO: 2 cursos = R$80,00

FICHA TÉCNICA
GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras

Direção/responsável técnica
Márcia Fonseca (CREF 5778-G/RJ)
. Extensão em Estudos Africanos e da Diáspora – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC – Centro de Educação à Distância), 2013.
. Graduação em Licenciatura em Educação Física – UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), 1996.
. Idealizadora, pesquisadora e brincante do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, 2007.
. Professora de Educação Física na E. M. Professora Catharina da Silveira Cordeiro (Monte Alegre, Cabo Frio), efetiva da rede, atuando nas disciplinas dança e ritmos percussivos (projeto pedagógico com foco na lei 10639/3), desde 2008.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2007.
. Brincante GRIOT


Coordenação/produção
Andreia Fernandes
. Responsável pelo implementação da lei 10.639/03 na na diretoria de promoção de políticas públicas de igualdade racial do município de São Pedro da Aldeia (RJ), 2014.
. Formada pela Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), 2006.
. Professora e pesquisadora da área de História.
. Coordenadora das Atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, desde 2009.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2008.
. Brincante do GRIOT.


Wanderson Paes Zambi Senzala
. Professor de capoeira do Grupo Cultural Senzala desde 2007, com núcleo também em São Pedro da Aldeia
(RJ).
. Aluno do contra mestre Tattoo, mestre Feijão.
. Praticante desde 2002.
Contatos:
Blog do GRIOT: http://coletivogriot.blogspot.com.br/
Página FACEBOOK
Email: griot_culturapopular@hotma
il.com
Telefone: (22) 99953.1204/(22) 99602.1059/(22) 99226.0365/(22) 99223.7499

Arte: Marciah Fulô/ Tema "Nega Ação"
— em Canal De Cabo Frio.

Chamadinha pra brincar com o GRIOT 2 (2015)

ENCRESPANDO caiçara! Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar. Faça-nos uma visita, inscreva-se já!

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Curte o som! Previa do Malungo's Sistema de Som em "INTERFERÊNCIA AFRO urbana"

https://www.mixcloud.com/emece/interfer%C3%AAncia-afrourbana-previa/


Agó, agó o GRIOT convida pra encrespar... "INTERFERÊNCIA AFRO urbana"
Dia 02/05/2015 em Cabo Frio

Agó, agó o GRIOT convida pra encrespar... "INTERFERÊNCIA AFRO urbana"

Sf. 1. Ação ou efeito de interferir com um objeto cultural previamente existente em espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico de matriz africana.
Dia 2 de maio de 2015 após 18h: roda de jongo, ciranda, coco, samba de roda, capoeiragem, baile black "Malungos" sistema de som charm, funk, soul, jazz, blues, reggae, ragga, samba, maracatu, samba rock entre outros parangolés.
Grátis! 

Clique em https://www.facebook.com/events/1593057440958958/ para participar!

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Chamadinha pra brincar com o GRIOT: "INTERFERÊNCIA AFROurbana"

Sf. 1. Ação ou efeito de interferir com um objeto cultural previamente existente em espaço público, visando colocar em questão as percepções acerca do objeto artístico de matriz africana.
Dia 2 de maio de 2015 após 18h: roda de capoeiragem, jongo, ciranda, coco, samba, baile "Malungos sistema de som" entre outros "parangolés".
NA RUA Marechal Floriano, 253 - Orla Scliar (canal), Cabo Frio, EM FRENTE a OFICINA SCLIAR ARTE e CAFÉ .
Realização GRIOT em parceria com Grupo cultural Senzala de Capoeira.
FIQUE LIGADX! Grátis! 

sábado, 4 de abril de 2015

Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar.


Agó, agó... Vamos ENCRESPAR caiçara! Vivências permanentes GRIOT em danças/ expressões afro-brasileiras e capoeira na Casa Carlos Scliar.

Desde 2008 o GRIOT – pesquisa, difusão memória em tradições afro-brasileiras, realiza uma séria de ações no campo da diversidade étnica e patrimônio imaterial nacional, com ênfase nas heranças de matriz africana.

Os participantes serão convidados a vivenciar, estudar expressões e elementos da cultura popular, urbana, rural, contemporânea, tradicional, aspectos históricos, sociais e econômicos, contação de história, Jongo, Ciranda, Coco, Maracatu, dança afro contemporânea, de orixás, afoxés, gestos, canto, percussão, black music, culinária, exibição de filmes, literatura, entre outras expressões de acordo com o tema.

Os encontros são às terças-feiras das 18h às 21h (Início dia 17 de março de 2015, em andamento).

Local: 
Casa Carlos Scliar, rua Marechal Floriano, 253 - Canal Boulevard - Orla Scliar. Cabo Frio.

Público alvo a partir de 13 anos.

Inscrição: R$20,00 (1º encontro)
Investimento mensal: R$ 50,00
(cada curso// descontos para alunos da rede pública de ensino de 50%)
PROMOÇÃO: 2 cursos = R$80,00

FICHA TÉCNICA
GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras

Direção/responsável técnica
Márcia Fonseca (CREF 5778-G/RJ)
. Extensão em Estudos Africanos e da Diáspora – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC – Centro de
   Educação à Distância), 2013.
. Graduação em Licenciatura em Educação Física – UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), 
  1996.
. Idealizadora, pesquisadora e brincante do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, 
  2007.
. Professora de Educação Física na E. M. Professora Catharina da Silveira Cordeiro (Monte Alegre, Cabo Frio), 
  efetiva da rede, atuando nas disciplinas dança e ritmos percussivos (projeto pedagógico com foco na lei 
  10639/3), desde 2008.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2007.
. Brincante GRIOT


Coordenação/produção
Andreia Fernandes
. Responsável pelo implementação da lei 10.639/03 na na diretoria de promoção de políticas públicas de 
  igualdade racial do município de São Pedro da Aldeia (RJ), 2014.
. Formada pela Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), 2006.
. Professora e pesquisadora da área de História.
. Coordenadora das Atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, desde 
  2009.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2008.
. Brincante do GRIOT.

Wanderson Paes Zambi Senzala
. Professor de capoeira do Grupo Cultural Senzala desde 2007, com núcleo também em São Pedro da Aldeia 
  (RJ).
. Aluno do contra mestre Tattoo, mestre Feijão.
. Praticante desde 2002.

Contatos:
Blog do GRIOT: http://coletivogriot.blogspot.com.br/
Página FACEBOOK
Email: griot_culturapopular@hotmail.com
Telefone: (22) 99953.1204/(22) 99602.1059/(22) 99226.0365/(22) 99223.7499

Arte: Marciah Fulô/ Tema "Nega Ação"

quarta-feira, 25 de março de 2015

Apresentação do GRIOT no lançamento do curtametragem "Depois da ponte" da E. M. Profª Catharina da S. Cordeiro

 Apresentação do GRIOT de dança e percussão com os alunos do "Catharina" profª Marcia Fonseca Teatro Municipal de Cabo Frio 25/03 às 14h30min, no lançamento do curtametragem "Depois da ponte" da E. M. Profª Catharina da Silveira Cordeiro pelo Programa Mais Cultura nas Escolas e seus realizadoresi, em 2014 pelos alunos do 5º ano. Foi muito bacana!
 
Vídeo da reportagem no G1:  

sábado, 21 de março de 2015

GRIOT Andreia Fernandes fala sobre combate ao racismo no Jornal Folha dos Lagos

























GRIOT Andreia Fernandes fala sobre combate ao racismo no Jornal Folha dos Lagos na edição de hoje 21 de março de 2015, dia Internacional de Luta Contra Discriminação Racial, muita gratidão... Em breve o post do artigo... Mas tá nas bancas!!! "Tamo aí mandando brasa"!  
http://flip.siteseguro.ws/pub/folhadoslagos/